segunda-feira, 15 de junho de 2009

O tributo e a Cidadania

Hoje, escutando um discurso realizado na passeata gay em São Paulo, o autor afirmou que a homofobia deveria ser equiparada ao crime de racismo, sendo necessário para tanto uma legislação específica.

No entanto, durante sua fala, o autor disse que os gay também são gente porque pagam impostos como todo cidadão e, por isso, merecem um tratamento isonômico. Note-se que, o fato de contribuir com o dever cívico de pagar tributo, é para o autor uma condição estritamente relacionada a cidadania.

Na minha concepção, a cidadania não depende dos tributos para ser efetivamente cumprida. O trato social deve estar fundamentado em princípios morais e éticos, tendo em vista que as diferenças que possuímos não justificam o afronte aos Direitos Humanos.

Possivelmente alguém possa pensar que estou sendo utópico, mas acredito que devemos nos lembrar sempre que somos iguais perante a lei e este princípio, da igualdade, está intrinsecamente relacionado ao princípio da fraternidade, formando estruturas basilares que garantem o respeito universal inerente a cada homem.

2 comentários:

Elaine Pimentel disse...

Excelente reflexão, Jomery.
Beijos,

Elaine

Rosinha Araujo disse...

Jomery,
estou realmente impressionada. Parabéns!

Rosalice