quarta-feira, 15 de outubro de 2008

Pesquisa atual

Caro leitor (a),

Há algum tempo, vem permeando meu pensamento a existência cada vez mais palpável do princípio da fraternidade. Ao ouvir isto, a primeira pergunta que deve ser feita é: "mas existe o princípio da fraternidade no ordenamento jurídico?" Foi essa a pergunta que me fiz, mas pesquisando e pensando sobre o assunto, cheguei a uma conclusão.

O princípio da fraternidade está contido no âmago do texto constitucional. Seus primeiros raios são percebidos ainda no preâmbulo da Carta Magna, mas é no principio da solidariedade que encontramos sua maior representação.

Estudando por alguns autores, percebi que o princípio da solidariedade possui duas vertentes de aplicação, uma vertical (estritamente ligada à relação existente entre o Estado e o cidadão), e uma horizontal (traduzindo assim a relação existente entre os particulares). É nesta ultima perspectiva que encontramos a eficácia do princípio da fraternidade, vez que representa uma relação entre irmãos (particulares).

Estou desenvolvendo meus estudos, e cada vez mais me apaixono por este tema. Espero seguir em frente e aprimorarmos juntos nossos conhecimentos.

3 comentários:

Clarissa disse...

Amor, achei muito interessante o que vc escreveu.
Pode ser que pareça ilusório imaginar a fraternidade no meio jurídico. Mas, como vc mesmo disse: O princípio da fraternidade está contido no âmago do texto constitucional. Certo que parecem ser apenas palavras bonitas, achados históricos,... contudo, é algo que pode ser transformado em ações concretas.
No dicionário Larousse encontramos o conceito de fraternidade como: Parentesco entre irmãos; união fraternal; convivência como de irmãos de sangue; harmonia e camaradagem; amor ao próximo. Para a sociedade acredito que o conceito mais adequado seja o último: amor ao próximo! Este simples ato, executado por todos, causaria uma grande revolução no meio jurídico, no mundo!
Essa sua linha de pesquisa é algo interessante, algo que pode trazer muitas coisas novas, uma certa esperança para tanta injustiça que encontramos.

LeO Julio disse...

To passando...
Achei legal o estudo, acho que será bem interessante se aprofundar mesmo, é de fato, muito importante.
abração!

Cilinha disse...

Querido, filho
Cada vez mais fico orgulhosa em ver que você vem aprimorando seus conceitos em sua carreira. Em seus comentários, que dão testemunho de sua formação moral. Desejo que continue sempre assim. Em outras palavras. Fazendo um mundo melhor!!!
Beijos sua mãe 